Quer ficar com a pele mais bonita? veja os alimentos que colaboram com isso.

24/03/2012 14:15

 

https://blogs.estadao.com.br/radar-pop/comer-brocolis-e-espinafre-deixa-as-pessoas-mais-bonitas-aponta-estudo/

Você detesta salada? Um teste feito pela universidade britânica de St. Andrews pode mudar a sua opinião. Segundo os pesquisadores, comer frutas e vegetais pode deixar as pessoas mais atraentes – e o resultado pode ser constatado em apenas 6 semanas.

O estudo pediu que 35 pessoas mudassem as suas dietas e acrescentassem mais vegetais e frutas durante um mês e meio. As substâncias, ricas em carotenóides, fazem com que a pele fique mais corada, além de proteger dos efeitos da poluição e dos raios UV. Conforme demonstrou o resultado publicando na revista PLoS ONE, os participantes ficaram com uma tonalidade de pele mais bonita, fruto da ingestão de carotenóides.

Alimentos ricos em beta-caroteno e licopeno:  são tomates e pimentões vermelhos, cenouras, brócolis, abóbora e espinafre. Já maçãs e cerejas contém polifenóis, que ajudam o sangue a circular melhor na pele.

 

 

 

CENOURA

 

 

A cenoura é muito rica em betacaroteno (poderoso antioxidante e anticancerígeno), fonte de fibras, minerais (fósforo, potássio, cálcio e sódio) e vitaminas (A, B2, B3 e C).

O betacaroteno é responsável pela coloração alaranjada característica do vegetal. Ele é uma provitamina A (substância que dá origem à vitamina A dentro do organismo). Ele ajuda o desempenho dos receptores da retina, melhorando a visão. O betacaroteno também é responsável por manter o bom estado da pele e das mucosas. Cem gramas de cenoura são suficientes para suprir as necessidades diárias de vitamina A.

A cenoura é um vegetal que contribui para aumentar a imunidade do nosso organismo porque combate as infecções. Além disso, ela diminui o risco de derrames em mulheres. A fibra solúvel da cenoura diminui o colesterol no sangue e promove o equilíbrio do corpo.

Os tomates são, de longe, a fonte mais rica em Licopeno, poderoso antioxidante que combate os radicais livres, retarda o envelhecimento e pode proteger contra o câncer, inclusive o de próstata.

O licopeno é um carotenóide que confere a cor vermelha ao tomate e pode ser também encontrado, em menores quantidades, na melancia, na goiaba, no morango e no mamão. Quanto mais intensa for a cor vermelha do tomate, mais rico em antioxidante ele será.

Por ser um carotenóide, o Licopeno é melhor absorvido na presença de gorduras saudáveis. A adição de uma dose moderada de gordura monoinsaturada facilita o transporte, a absorção e a ação do Licopeno no organismo. Por isso, para tornar sua preparação à base de tomates ainda mais poderosa e saudável, acrescente 1 fio de azeite de oliva extra-virgem processado à frio.

Cozidos são bem melhores!

Outra característica observada pelos estudos foi que o calor aumenta a biodisponibilidade do licopeno, ou seja, esse fitoquímico é melhor absorvido pelo nosso organismo quando os tomates são cozidos. Sendo assim, capriche nos molhos e sopas de tomate.

É importante mencionar que o processo de industrialização do tomate, para a elaboração de molhos prontos, catchup e outros, não destrói o licopeno, mas... fique de olho nos rótulos e escolha aqueles com menores teores de calorias e sódio.

Além do "superpoderoso" Licopeno, os tomates são também fontes de Vitamina C e de Potássio, mineral importante no controle dapressão arterial, nas contrações musculares, na saúde das artérias e na manutenção dos líquidos celulares.

 

O Pimentão protege contra os radicais livres

 


Os pimentões são ricas fontes de alguns dos melhores nutrientes disponíveis. 
Para começar, os pimentões são excelentes fontes de vitamina C e vitamina A (através da sua concentração de carotenóides, como beta-caroteno), dois antioxidantes muito poderosos

Estes antioxidantes trabalham juntos para efetivamente neutralizar os radicais livres, que podem viajar através do corpo causando enormes quantidades de dano às células. 

Os radicais livres são actores importantes no acúmulo de colesterol nas artérias que levam à aterosclerose e doença cardíaca, ao dano do nervo e dos vasos sanguíneos visto nos diabetes, às catarata, à dor nas articulações e aos danos da osteoartrose e artrite reumatóide. 

Ao fornecer esses dois poderosos destruidores de radicais livres, o pimento pode ajudar a prevenir ou reduzir alguns dos sintomas destas condições por aleviar a fonte do problema.

O Pimentão reduz o risco de doenças cardiovasculares

Para aterosclerose e doença cardíaca do diabético, o pimento também contém vitamina B6 e ácido fólico. 
Estas duas vitaminas do complexo B são muito importantes para reduzir os níveis elevados de homocisteína, uma substância produzida durante o ciclo de metilação (um processo bioquímico essencial em praticamente todas as células do corpo). 
Os níveis de homocisteína altos foram mostrados para causar danos aos vasos sanguíneos e são associadas com um risco muito maior de ataques cardíacos e derrames. 
Além de fornecer as vitaminas que convertem a homocisteína noutras moléculas benéficas, o pimento fornece também fibras que ajudam a baixar os níveis de colesterol alto, outro factor de risco para ataques cardíacos e derrames.

 

O Pimentão ajuda a proteger contra o cancro

Os Pimentos vermelhos são um dos poucos alimentos que contêm licopeno, um carotenóide cujo consumo foi inversamente correlacionada com cancro de próstata e os cancros do colo do útero, bexiga e pâncreas. 
Estudos recentes sugerem que os indivíduos cujas dietas são pobres em alimentos ricos em licopeno estão em maior risco de desenvolver esses tipos de cancros.
Para as pessoas preocupadas com o cancro do cólon, a fibra encontrada nos pimentos pode ajudar a reduzir a quantidade de pontos de contacto que temos com células cancerígenas. 
Além disso, o consumo de vitamina C, beta-caroteno e ácido fólico, encontrado em todos os pimentos, está associado a um risco significativamente reduzido de cancro do cólon.

O Pimentão ajuda na saúde dos olhos

O pimentão parece ter um efeito protetor contra as cataratas, possivelmente devido a sua vitamina C e beta-caroteno. 
Os investigadores italianos compararam as dietas de pacientes do hospital que tinha as cataratas removidas com pacientes que não haviam sido submetidos à operação. 
Certos produtos hortícolas, incluindo pimentos, reduzem o risco da operação das cataratas. A variedade vermelha de pimentão também fornecem os fitonutrientes luteína e zeaxantina, que protegem contra a degeneração macular, a principal causa de cegueira nos idosos.

O Pimentão ajuda na artrite reumatóide

Alimentos ricos em vitamina C, como os pimentões, fornecem aos seres humanos proteção contra a poliartrite inflamatória, uma forma de artrite reumatóide que envolve duas ou mais articulações.

https://www.i-legumes.com

 

 

 

O brócolis é um vegetal cujas folhas, flores e talos são comestíveis. Ele é um alimento rico em cálcio (importante para a formação e manutenção dos ossos e dentes), fonte de vitaminas A e C. Além disso, apresenta ácido fólico (indicado para gestantes), selênio e potássio. Esse vegetal tem propriedades antioxidantes e anticancerígenas contra o câncer de pulmão, cólon e mama.

Além de ser rico em fibras e reduzir o colesterol, ele ajuda a acelerar a eliminação do estrogênio do organismo e é uma excelente fonte de cromo — que ajuda a regular a insulina e o açúcar no sangue.

Ao ingerir o brócolis regularmente, o risco de um homem desenvolver câncer de próstata reduz sensivelmente, especialmente quando há tumores mais agressivos. Os fitoquímicos são componentes que aparecem no brócolis e são conhecidos por proteger contra o câncer. O principal fitoquímico já descoberto é o Sulforafano, que elimina a H Pylori (bactéria responsável por problemas estomacais).

Possui ainda outros compostos ativos, como os isotiocianatos, os flavonóides e os carotenóides, todos considerados guardiões das nossas células. Agem principalmente contra o envelhecimento.

Outro benefício, desta vez apontado por pesquisadores é que é ótimo para diabéticos. Os estudiosos verificaram em células humanas que moléculas presentes nessa verdura protegem os vasos sangüíneos dos maus efeitos provocados pelo excesso de açúcar. O ator principal desta função é, novamente, o sulforafano.

A pesquisa continua com a investigação da função de outras substâncias do brócolis na prevenção de danos nos rins e na retina.

https://belezaesaude.dae.com.br

 

 

A abóbora é, em termos botânicos, o fruto da aboboreira, uma planta rasteira da família das cucurbitáceas, a mesma da melancia e do pepino. Vulgarmente classificada como hortaliça, a abóbora possui diferentes denominações no Brasil, como moranga, na região Sul, e jerimum, na região Norte e Nordeste. Originária da América, a hortaliça fez parte da alimentação de muitos povos, como os astecas, incas e maias. 

Graças à polinização cruzada, existem muitas espécies de abóboras, que podem variar em relação às cores, formas e texturas. As principais espécies são: Cucurbita moschata, Cucurbita máxima e Cucurbita pepo. A abóbora pode chegar a pesar 30 kg. Em seu interior há uma polpa, além de muitas sementes.

A abóbora é rica em vitamina A, importante para o bom funcionamento do organismo, e contém o licopeno, um elemento essencial para a visão. A hortaliça também possui vitaminas do complexo B; sais minerais, como o cálcio e o fósforo; além de ser provida de propriedades laxativas e diuréticas.

Por ser muito versátil, a abóbora pode ser consumida de diversas formas, como ingrediente em saladas, pratos quentes, refogados, sopas, pães, bolos, doces, etc. Suas sementes, ricas em ferro, também podem ser torradas e consumidas como aperitivo. Na hora da compra, é aconselhável optar por abóboras sem sinais de ferimentos e que apresentem cascas sem brilho, visto que isso significa que elas já amadureceram.

https://www.brasilescola.com

 

 

 

O espinafre é uma excelente fonte de antioxidantes e antagonistas do câncer. Ele contém quatro vezes mais betacaroteno e três vezes mais luteína do que o brócolis. É rico em fibras que ajudam a diminuir o colesterol, além de ser uma verdura que possui um alto valor nutritivo.

O espinafre é também uma fonte notável de clorofila e vitamina A. Seu uso interno é considerado um ótimo auxiliar nos tratamentos cosméticos, pois ele ajuda a restaurar o funcionamento do intestino. Assim, reduz os índices de impureza da pele, deixando-a mais clara e facilitando a remoção das manchas do rosto produzidas pelos elementos biliares.

O espinafre é rico em ferro, por isso, é recomendado às pessoas anêmicas, escleróticas e desnutridas, pois revigora o sangue e vence a fadiga. Esta verdura é boa também para combater a pressão arterial alta, a hemofilia, cálculos renais, menstruação escassa e dolorida, artrites, escoburto e diarréias.

As folhas verde-escuras do espinafre contêm muitos outros nutrientes valiosos, especialmente antioxidantes e bioflavonóides que ajudam a bloquear as substâncias causadoras de câncer. Por exemplo, o espinafre é rico em carotenóides — pigmentos das plantas responsáveis pela sua cor verde-escura. Entre esses carotenóides está o beta-caroteno, fonte de vitamina A da planta, e a luteína. Ambos ajudam a prevenir o câncer de pulmão e da próstata.

Embora apresente inúmeros benefícios nutricionais, o espinafre contém alta concentração de ácido oxálico, o que atrapalha a absorção de ferro, cálcio e outros minerais. Para anular este efeito, coma espinafre com outros alimentos ricos em vitamina C. O consumo de espinafre em excesso não é recomendado para pessoas com problemas renais.

https://belezaesaude.dae.com.br

 


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!