Molusco Contagioso (MCV) - veja como tratar com óleos essenciais

05/04/2012 11:38

 

Tratei de um caso de um menino de 7 anos que tinha o molusco contagioso. Manipulei um gel com os óleos essenciais de tea tree, cravo e limão. Deu muito certo. Tanto que a mãe do garoto voltou para adquir mais dois potinhos. 

Fiquei feliz, pois o garoto não precisou passar por intervenção cirúrgica, simples, mas não deixa de ser traumática para uma criança.

 

O molusco contagioso (MCV) é uma doença dermatológica causada por um vírus da família Poxviridae, a mesma do vírus da varíola. Trata-se do maior e mais complexo vírus que infecta o ser humano, que se multiplica no citoplasma usando as suas próprias enzimas de replicação de ácidos nucléicos. É comum em crianças de 0 a 12 anos de idade – principalmente alérgicas – mas também acomete os adultos, sendo, às vezes, considerada uma doença sexualmente transmissível (DST). O MCV é caracterizado pelo surgimento de tumores claros sobre a pele, como verrugas, que podem apresentar dor e/ou irritação em alguns poucos casos. Seus sintomas aparecem de 2 a 8 semanas após o contagio e as áreas mais afetadas são os braços, penas, tronco e genitais (nos adultos). A transmissão se dá pelo contato direto, inclusive sexual, e também pelo compartilhamento de objetos, como de roupas e toalhas, porém, não é considerada uma doença perigosa. Quanto ao tratamento, o próprio sistema imunitário é capaz de eliminar este vírus em alguns meses, no entanto, há diversos medicamentos e técnicas que aceleram o processo de cura – como a curetagem (que consiste em arrancar as lesões e depois cauterizá-las com a aplicação de tintura de iodo), a aplicação de ácido tricloroacético e, mais recentemente, o uso de óleos essenciais.

O uso de óleos essenciais para o tratamento do molusco contagioso têm se mostrado eficaz, indolor e relativamente rápido em pelo menos 90% dos casos. Quase todos os óleos com propriedades antivirais, como os de capim-limão, eucalipto globulus, litsea cubeba, tomilho e vários outros, são eficientes no combate a este vírus, no entanto, apenas os óleos de tea tree e de murta limão foram clinicamente testados e tiveram suas propriedades comprovadas (por enquanto). O óleo essencial de tea tree, cujo componente ativo é o terpinen-4-ol, é o principal elemento do produto americano “Molluscum No More” que, em estudos, reduziu o numero de lesões do MCV por volta de 90% em 9 de 16 crianças testadas. É, ainda, o responsável pela maioria dos vários relatos de cura a base de óleos essenciais 100% naturais. Quanto ao uso, recomenda-se passá-lo puro (exceto na área genital) sobre as regiões afetadas pelo MCV 3x ao dia. Já o óleo de murta limão, cujo principal constituinte é o citral, também apresenta eficácia em torno dos 90%, porém, pode ocasionar ardência ou alergias se utilizado puro. Então, neste caso, o ideal é fazer uma diluição a 10% em algum óleo carreador ou base de creme hidratante para só então aplicá-lo 3x ao dia (exceto na área genital). Em ambos os casos, os sinais de melhora começam a aparecer logo nos primeiros dias e o tempo do tratamento poderá variar de 15 a 90 dias, conforme a gravidade da doença.

Escrito por Wagner Azambuja

https://oleosessenciais.org


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!